sábado, 20 de dezembro de 2014

DETERMINAR,NÃO, SER DETERMINADO, SIM!

Para mim não resta a menor dúvida que o evangelho (boas novas) instaurado e pregado por Jesus nasceu no coração de Deus, mas, foi idealizado para ser vivido por homens. O evangelho foi pensado para que homens fossem os seus  praticantes.
Porém, não é porque ele (o evangelho) foi moldado pensando na vida aqui na terra que nós humanos podemos acrescentar nele nosso modo de pensar ou agir, ou seja, o evangelho já nos foi dado pronto, acabado, não nos cabendo adicionar nada além do que nos foi proposto.
O evangelho, como já afirmei anteriormente é simples, e qualquer adorno nele aplicado não lhe acrescentará nada.
Porém, nem todos pensam assim no meio evangélico. Alguns acham que só aquilo que está na Bíblia não é o suficiente para atrair pecadores para os pés da cruz e com autonomia (dada não sei por quem) almejam "somar" aberrações as boas novas trazidas por Cristo,
E uma dessas aberrações é o pensamento no qual podemos "DETERMINAR" algo que desejamos que aconteça e esse algo vir à tona,
Não vou vir aqui dizer o nome do famoso líder gospel que trouxe esse pensamento para o Brasil e  nem de quem o mesmo aprendeu já que o intuito dos posts nesse blog não é lutar contra pessoas, mas sim, contra doutrinas que afastam as pessoas da fé ao invés de leva-las a Cristo.
Se alguém pode "determinar" uma benção e ela vir se concretizar então aonde estaria nossa dependência de Deus?
Note que esses ensinamentos que tem aparência de boa coisa na verdade tem por trás de si a incumbência de destronar Jesus/Deus e entronizar o homem.
Se alguém pode determinar as suas próprias bençãos, então, esse alguém não é um simples homem, é um semi-deus.
Repito, essa doutrina não tem o objetivo de glorificar ao Senhor, bem pelo contrário, o intuito é nos fazer acreditar que podemos ser abençoados sem a ajuda intercessora do nosso  Senhor Jesus perante Deus.
Temos que estar o tempo todo vigilantes acerca dos ardis do Diabo.
"As quais têm, na verdade, alguma aparência de sabedoria, em devoção voluntária, humildade, e em disciplina do corpo, mas não são de valor algum senão para a satisfação da carne". Colossenses 2:23.
Lembremos que Deus fez  tudo pelo poder da palavra. Mas a Biblia também diz que o verbo se fez carne e habitou entre nós (Jo 1:14). O verbo=palavra.
Quem é o verbo que se fez carne o habitou entre nós? Jesus, certo?
Então não resta dúvida que a Bíblia é as escrituras, mas Jesus é a Palavra. Então não é tão simples assim como as pessoas pensam quando afirmam que a Palavra tem poder. Poder a palavra realmente tem, pois ela é Jesus, no entanto não é o homem que DETERMINARÁ o que vai acontecer pelo poder dela, pois ela (a Palavra) é Deus (Jesus).


Cobiçais, e nada tendes; matais, e sois invejosos, e nada podeis alcançar; combateis e guerreais, e nada tendes, porque não pedis.
Pedis, e não recebeis, porque pedis mal, para o gastardes em vossos deleites.



E, para que não me exaltasse pela excelência das revelações, foi-me dado um espinho na carne, a saber, um mensageiro de Satanás para me esbofetear, a fim de não me exaltar.
Acerca do qual três vezes orei ao Senhor para que se desviasse de mim.


Se pedindo muitas vezes não somos atendidos imagina se DETERMINARMOS vai dar certo.
Nunca perca a noção que somos totalmente dependentes de Deus, de sua misericórdia e de sua vontade.


segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

VERDADEIRAMENTE LIVRES!!!

Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres. João 8:36

A palavra verdadeiramente se difere da expressão EM VERDADE. O versículo diz que verdadeiramente somos livres. Isso é verdadeiro, não é apenas verdade.
Toda verdade é relativa, cada um tem a sua, mas, aquilo que é verdadeiro é absoluto, inquestionável.
Sermos livres pelo Filho de Deus, Cristo Jesus, é algo verdadeiro, absoluto, independe de alguma 
coisa exterior, de algum apetrecho ou muleta espiritual.


Gálatas 5:1-3 "Estai, pois, firmes na liberdade com que Cristo nos libertou, e não torneis a colocar-vos debaixo do jugo da servidão.
Eis que eu, Paulo, vos digo que, se vos deixardes circuncidar, Cristo de nada vos aproveitará.
E de novo protesto a todo o homem, que se deixa circuncidar, que está obrigado a guardar toda a lei".


A passagem acima trara da Liberdade Cristã (leia todo o capítulo para uma melhor compreensão) e nela percebemos que há pessoas que tentam a salvação através do cumprimento da lei. Essa atitude gera um distanciamento automático de Cristo. Sabe porquê? Porque Jesus não aceita ajuda. A salvação é pela sua morte e subsequente ressurreição ao terceiro dia. Aleluia!
Outros não usam a lei como muleta para a salvação, porém, fazem dos USOS E COSTUMES algo do que pensam lhes aproximar do Senhor. Em outras palavras, ou você é salvo pela saia longa ou por Cristo. Ou por andar sempre de calça comprida (homens) ou pro Cristo. 

Colossenses 2:20-23 Se, pois, estais mortos com Cristo quanto aos rudimentos do mundo, por que vos carregam ainda de ordenanças, como se vivêsseis no mundo, tais como:
Não toques, não proves, não manuseies?
As quais coisas todas perecem pelo uso, segundo os preceitos e doutrinas dos homens;
As quais têm, na verdade, alguma aparência de sabedoria, em devoção voluntária, humildade, e em disciplina do corpo, mas não são de valor algum senão para a satisfação da carne.

Nós SOMOS LIVRES, portanto, não dependemos de nada para chegarmos até o trono da graça do Senhor, é Jesus quem nos conduz até lá. Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim. (Jo 14.6).
Ainda falando de liberdade cristã é de se admirar como os evangélicos gostam de se meterem novamente debaixo do julgo da servidão depois de serem libertos pelo poder vivificador do evangelho de Jesus.
Quantos não estão presos em palavras. 
Acredito piamente no poder psicológico das palavras, mas, tenho sérias restrições concernente ao poder espiritual delas.
Muitos depois de livres se acham presos porque alguém lhes disse palavras que acham serem amaldiçoadoras.
VERDADEIRAMENTE SOMOS LIVRES!!!!!!!!!!
Segundo o estudo sistemático nas Escrituras Sagradas sobre maldição compreendemos que toda maldição provém da DESOBEDIÊNCIA. Ou seja, para quebrar maldição não há necessidade de culto de quebra de maldição, só é necessário OBEDECER. Quando obedecemos toda maldição é anulada.
O que percebo é que se cria a dificuldade para se vender facilidade. Cria-se a Maldição Hereditária para se vender o culto de quebra de maldição.


Êxodo 20:5-6 Não te encurvarás a elas nem as servirás; porque eu, o Senhor teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniqüidade dos pais nos filhos, até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam.
E faço misericórdia a milhares dos que me amam e aos que guardam os meus mandamentos.


Olhe o texto acima.
Enquanto há pecado, há a visitação de Deus entre as gerações, porque aonde há pecado tem maldição. Porém quando acontece o arrependimento os pecados passados são colocados aos pés de Cristo e a maldição hereditária não existe.
SOMOS LIVRES!!!

Haverá continuação.... grávido da benção, DETERMINE, entre outras....






segunda-feira, 24 de novembro de 2014

O HOMEM SÓ MORRE UMA VEZ




Hb 9:27E, como aos homens está ordenado  morrerem uma vez, vindo depois disso o juízo,




O texto acima é bastante enfático ao afirmar que o ser humano não morre duas vezes, apenas uma vez, é a ordenança divina, e que depois disso vai para o repouso ou para o local de sofrimento esperar pelo julgamento. Se salvo o julgamento é concernente as obras para o recebimento de galardão (Tribunal de Cristo) e se não salvo é relativo aos açoites que receberá (Grande Trono Branco). 


Os textos que seguem, porém, parece contrariar a passagem supracitada. Vejamos: 

Mateus 27
51 E eis que o véu do templo se rasgou em duas partes de alto a baixo, a terra tremeu, fenderam-se as rochas.
52 Os sepulcros se abriram e os corpos de muitos justos ressuscitaram.
João 11:44 E o morto saiu, tendo os pés e as mãos ligados com faixas, e o rosto coberto por um sudário. Ordenou então Jesus: Desligai-o e deixai-o ir.

Por que eu disse da aparente contrariedade entre os textos? Porque Hebreus 9:27 fala de morrer uma só vez Mateus 27 51, 52 e Jo 11:44  falam de pessoas que retornaram a vida depois de terem sido dadas como mortas e que, consequentemente, morreram novamente. Portanto seria a segunda morte, porém, como foi dito o  homem só pode morrer uma vez antes do juízo.

Complicado, não!?

Regra de Hermenêutica Sagrada (ciência da interpretação da Bíblia): A Bíblia interpreta a própria Bíblia.

Apesar de Mt 27:52 usar a expressão “ressuscitaram” esse caso não foi de ressurreição propriamente dito, já que ressurreição significa ressurgir da morte para não morrer novamente.

Lembrando que essas pessoas que voltaram a vida vieram a falecer posteriormente.

O único caso concreto de ressurreição ao pé da letra foi de Jesus, que morreu, e ao terceiro dia ressuscitou para não morrer novamente. Então para ser ressurreição tem que tronar à vida e não morrer de novo.

Se não foi ressurreição então foi apenas restauração de vida. A restauração de vida se difere da ressurreição pelo fato dessas pessoas virem a falecer mais tarde.

Olhe o que Jesus disse sobre a menina em Lucas 8:52 Todos, entretanto, choravam e se lamentavam. Mas Jesus disse: Não choreis; a menina não morreu, mas dorme. 

Por elas terem voltado a vida essas pessoas não estavam mortas propriamente dito mas apenas dormiam.

Portanto, louvemos ao Senhor pela Bíblia nunca se contadizer.






terça-feira, 18 de novembro de 2014

DEUS CRIOU O MAL?


Pergunta difícil de ser respondida, hein!?!?
Mas a resposta que acho mais satisfatória para essa perturbante questão é que Deus não criou o MAL, muitos menos foi o diabo quem o criou, ou seja, o mal nem mesmo existe.
Quando  digo que o mal nem sequer exitste, quero dizer que ele não existe por si mesmo, ele não subsiste, portanto, o mal se não for praticado não "acontecerá".
Um texto que causa muita dúvida acerca desse palpitante assunto é Isaías 45:7 que diz: Eu formo a luz, e crio as trevas; eu faço a paz, e crio o mal; eu, o Senhor, faço todas estas coisas.
Existe uma regra de hermeneutica sagrada que fala que antes de tirarmos verdades espirituais de um texto temos que entende-lo gramaticalmente. Portanto, a expressão em destaque (acima) diz: CRIO O MAL, e não criei o mal.
Deus quando diz que Ele cria o mal quer dizer que traz a calamidade, o castigo, a sanção contra aqueles que estão na contramão de sua vontade e não que em um passado eterno o Senhor tenha criado o  mal e o personificado.
Alguns têm Satanás como a personificação do mal. Mas, até o mesmo não foi criado por Deus, não da forma como está hoje, digo.
Ele foi criado perfeito em todo o seu proceder, padrão de conduta, um verdadeiro aferidor de medidas, porém, a sua vontade de pecar, de se insurgir contra a autoridade Divina e sentido de rebelião o fizeram decair de seu posto se tornando um contumaz praticante do MAL.
Acerca de  Deus criar o mal vemos perfeitamente pela expressão "Dia do Senhor" que todas as vezes que aparece nas escrituras fazem menção ao período que o Senhor julgará as nações e lhes trará o juízo Divino como consequencia do seu atrelamento om as obras e ardis do nosso inimigo. 
Fiquem com Deus.
||Se gostou do post comente!

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Igrejas Apostólicas

E perseveravam na doutrina dos apóstolos, e na comunhão, e no partir do pão, e nas orações. Atos 2:42
 
Nos dias atuais inúmeras são as igrejas que têm como líder uma pessoa que se intitula apóstolo ou é considerado como tal. Sem querer entrar no mérito da questão, hoje, se alguém contemporâneo deve ou não ser "consagrado" ao apostolado, temos que ter em mente que tendo ou não um apóstolo como líder primaz toda igreja evangélica é sem dúvida apostólica. Já que, como diz o texto supracitado, estamos estabelecidos na doutrina (ensinamento) dos apóstolos.
Estou colocando isto para dizer uma das características principais dos apóstolos: a simplicidade.
 
Atos 3:1-7: E Pedro e João subiam juntos ao templo à hora da oração, a nona.
E era trazido um homem que desde o ventre de sua mãe era coxo, o qual todos os dias punham à porta do templo, chamada Formosa, para pedir esmola aos que entravam.
O qual, vendo a Pedro e a João que iam entrando no templo, pediu que lhe dessem uma esmola.
E Pedro, com João, fitando os olhos nele, disse: Olha para nós.
E olhou para eles, esperando receber deles alguma coisa.
E disse Pedro: Não tenho prata nem ouro; mas o que tenho isso te dou. Em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, levanta-te e anda.
E, tomando-o pela mão direita, o levantou, e logo os seus pés e artelhos se firmaram.


Se fosse nos dias de hoje antes de fazer esse homem andar o "Pedro" iria pegar sua "capa de poder" jogar sobre o coxo ou ia contar até três antes de liberar a unção.
O Pedro apóstolo não fez nada disso apenas liberou a graça divina sobre aquele que necessitava, Simplicidade, Jesus aparecendo e o homem diminuindo.
Cuidado! Aonde não houver algo simples, singelo e que glorifique a Deus não é o genuíno evangelho, mesmo que ali haja "poder".

Colossenses 2:23: As quais têm, na verdade, alguma aparência de sabedoria, em devoção voluntária, humildade, e em disciplina do corpo, mas não são de valor algum senão para a satisfação da carne.

domingo, 21 de setembro de 2014

DESMISTIFICANDO

As criticas ao meio pentecostal e neopentecostal são inúmeras e em sua grande maioria são feitas com fundamento, pois, são criados muitos factoides em torno de muitos temas, e o principal item explorado é sem duvida nenhuma os anjos.
É como sempre gosto de afirmar: o evangelho é simples. Portanto, qualquer adorno que se tenta colocar nele corre-se o risco de se cometer uma heresia.
Como havia prometido vou fechar a trilogia sobre anjos, já que escrevi textos sobre Arcanjo Miguel, Anjo Gabriel e agora vou fechar com Lúcifer.
Um grande esclarecimento sobre esse ser podemos ter no livro "A Síndrome de Lúcifer" do reverendo Caio Fabio que pode ser baixado em: www.caiofabio.net na parte de download, é só fazer o cadastro e baixar.
Como já dissemos, em post anterior, assim como o Arcanjo Miguel, Lúcifer era uma classe única de ser angelical, era o QUERUBIM UNGIDO DA GUARDA Ezequiel 28:14 "Você foi ungido como um querubim guardião, pois para isso eu o determinei. Você estava no monte santo de Deus e caminhava entre as pedras fulgurantes".
Uma outra característica importante relacionada a esse ser é que era, antes do seu pecado, o AFERIDOR DE MEDIDAS Ezequiel 28:12 "filho do homem, entoa um cântico fúnebre sobre o rei de Tiro, e dize-lhe: Eis o que diz o Senhor Javé: Eras um selo de perfeição, cheio de sabedoria, de uma beleza acabada".
Ou seja, ser um aferidor de medidas ou um selo de perfeição era como se ele fosse um padrão de conduta para todos os seres celestiais. E não só de conduta, mas um padrão, uma referencia em relação a tudo. Por exemplo, se algo estivesse errado e se quisesse aferir aquela coisa, Lúcifer era esse aferidor.
Ezequiel 28:15 "Foste irrepreensível em teu proceder desde o dia em que foste criado, até que a iniqüidade apareceu em ti".
Devemos tomar muito cuidado com os seus ardis, pois, é um ser extremamente inteligente e se não vigiarmos pode enganar até um dos escolhidos: 2 Coríntios 11:13-14 "Esses tais são falsos apóstolos, operários desonestos, que se disfarçam em apóstolos de Cristo,
o que não é de espantar. Pois, se o próprio Satanás se transfigura em anjo de luz,"
Quantas vezes "movimentos" dentro de nossas igrejas promovidos por ele não foram confundidos com o agir de Deus!?!?
Apesar dele ser poderoso não é um ser Todo-poderoso, como podemos perceber em Apocalipse 20:1-2  quando um anjo o prenderá por mil anos quando será instaurado o reino milenial de Cristo na terra.
Vigiemos, ele é o principal agente tentador. Já que durante o reino de Cristo, por mil anos, ele estará preso e nesse período quem morrer de cem anos ainda morrerá jovem.
Isaías 65:20 "Já não morrerá aí nenhum menino, nem ancião que não haja completado seus dias; será ainda jovem o que morrer aos cem anos: não atingir cem anos será uma maldição".
Como sabemos o salário do pecado é a morte, assim sendo, podemos afirmar que no reino de Cristo por mil anos haverá baixo índice de pecado dado a longevidade que terão os que nele estiverem, como Satanás estará preso haverá menos tentação e consequentemente menos pecado.
Portanto, apesar do pecado ser inerentemente humano à luz da triadi pecaminosa - cobiça da carne, cobiça dos olhos e soberba da vida - entendemos que se não fossêmos tentados pelo Diabo cometeríamos menos pecado ou talvez nem pecaríamos.
Então vigiemos, bastante. pois ele é o principal agente da nossa tentação.
Por fim, todo nome atribuído ao nosso inimigo denota a sua personalidade.
Portanto, inimigo, diabo, satanás, lúcifer, o tentador, etc. denotam sua maldade e atuação.
Concluindo, ele não pode nada contra nós desde que estejamos debaixo da proteção do Senhor, sem ela não devemos brincar já que estamos em plena batalha espiritual.























 


 








terça-feira, 9 de setembro de 2014

Arcanjo Miguel

Nos dias atuais deve ser constrangedor para o arcanjo Miguel ser quem ele é se levarmos em consideração como é tratado nos cultos neopentencostais, pois, afinal de contas nesses cultos o arcanjo em questão é tratado como sendo superior em importância ao próprio Senhor Jesus.
A palavra "arcanjo" significa anjo chefe (arc =chefe).
O arcanjo Miguel chefia todas as ordens de anjos no céu que estão a serviço daqueles que hão de herdar a salvação.

Apocalipse 5:11

E olhei, e ouvi a voz de muitos anjos ao redor do trono, e dos animais, e dos anciãos; e era o número deles milhões de milhões, e milhares de milhares,
 
Entendemos pelo texto acima que o Arcanjo Miguel tem muito trabalho, pois, não se trata da chefia de alguns poucos anjos, mas sim, de milhões de seres que ao contrário do que muitos pensam têm personalidade, ou seja, autodeterminação e autoconsciência. Não são seres autômatos, robotizados. Os anjos têm vontade assim como nós homens.

au.tô.ma.to
sm (gr autómatos) 1 Figura que imita os movimentos dos seres animados. 2 Mec Máquina, aparelho ou dispositivo que executa certos trabalhos ou funções, tais como alimentar ou regular uma máquina, vender mercadorias etc., comumente efetuados por uma pessoa. 3 Pessoa inconsciente e incapaz de ação própria e que se deixa dirigir por outrem.

É engraçado que mesmo com tanto trabalho pela frente, e trabalho esse que não deve ser tarefa fácil, o arcanjo Miguem ainda encontra tempo para estar em milhares de vigílias e culto chamados de libertação por esse Brasil afora. Existe algo na Teologia que diz que um anjo não pode bilocar-se, não pode estar em dois lugares ao mesmo tempo. E levando em consideração que se for em quatro, cinco vigílias ele está presente, então tem algum lugar que está sendo anunciada sua presença  ele não se encontra.
Outra máxima interessante acerca desse arcanjo é que ele é classe única de anjo, ou seja, existem querubins, serafins, anjos, mas, arcanjo só existem um no céu,  o Miguel.

Ezequiel 28:14
Tu eras o querubim, ungido para cobrir, e te estabeleci; no monte santo de Deus estavas, no meio das pedras afogueadas andavas.
 
Pelo texto supracitado entendemos que Satanás antes da queda também era classe única de anjo: querubim da guarda.
 
É claro que não desacredito que o arcanjo Miguel possa em alguma ocasião especial ter visitado ou visitar uma igreja qualquer, porém, à luz da hermenêutica sagrada todas as vezes que Miguel é citado na Bíblia ele está a favor do povo de Israel e não da igreja.
 
"Mas o arcanjo Miguel, quando contendia com o diabo, e disputava a respeito do corpo de Moisés, não ousou pronunciar juízo de maldição contra ele; mas disse: O Senhor te repreenda." Judas 1:9
 
Não é atoa que ele é conhecido como o guardião de Israel.
 

segunda-feira, 1 de setembro de 2014

Anjo Gabriel, Arcanjo Miguel e Lucifer


Vou começar uma série a partir de hoje falando sobre anjo Gabriel, Arcanjo Miguel e Lúcifer.
Vamos começar com o anjo  Gabriel.
Esse anjo tem sido retratado nos corinhos de fogo em cultos neopentecostais totalmente diferente de como está escrito sobre ele nas Escrituras Sagradas. Nos corinhos ele é visto como um anjo guerreiro que marcha pela congregação.
Lucas 1:26-30 " E, no sexto mês, foi o anjo Gabriel enviado por Deus a uma cidade da Galiléia, chamada Nazaré,
A uma virgem desposada com um homem, cujo nome era José, da casa de Davi; e o nome da virgem era Maria.
E, entrando o anjo aonde ela estava, disse: Salve, agraciada; o Senhor é contigo; bendita és tu entre as mulheres.
E, vendo-o ela, turbou-se muito com aquelas palavras, e considerava que saudação seria esta.
Disse-lhe, então, o anjo: Maria, não temas, porque achaste graça diante de Deus".
Esse texto colocado acima é um dos textos bíblicos que cita o anjo Gabriel.
Antes de comentar o texto propriamente dito é bom ressaltar uma importante máxima da hermenêutica sagrada (ciência da interpretação da Bíblia): aquilo que a Bíblia não diz, eu não devo afirmar . Então qual local da Bíblia (manual de fé e PRÀTICA) o anjo Gabriel é retratado como um anjo que marcha, guerreia, que luta, etc? Nenhum! Se na Bíblia não tem nenhuma referência que remeta a esse fato então dizer algo não afirmado pela Bíblia é leviandade e um risco muito grande de cometer um heresia.
Na passagem supracitada (lc 1:26-30) o anjo Gabriel aparece trazendo uma boa nova para Maria que viria ser a mãe de Jesus, e trazer boas novas é a característica desse anjo todas as vezes que o mesmo é citado nas Escrituras. Se as escrituras só tratam desse anjo como um condutor de boas novas, então, não se  pode dar outra interpretação para a sua conduta.
O problema é que tem gente que faz uma doutrina ou formula um modo de pensar e só depois busca base Bíblica para corroborar com sua tese. No entanto, deveria ser justamente o contrário. Primeiro ler a Bíblia, e de uma interpretação dada pelo Espirito Santo, trazer ensinamentos para o cotidiano.

terça-feira, 26 de agosto de 2014

A VITÓRIA FOI NA CRUZ

"JESUS CRUCIFICADO E O INFERNO EM FESTA SE ALEGROU

PENSAVAM TER VENCIDO E DERROTADO O SALVADOR" (trecho da música A vitória da cruz/Diante do trono).

O trecho acima se refere a um famoso hino de um grupo de música gospel. Essa música, como muitas outras do meio gospel traz algumas aberrações doutrinárias acerca da morte de nosso Senhor e Salvador na cruz do calvário.
Para uma melhor compreensão discorrerei sobre algumas passagens bíblicas que nos ajudarão bastante.
Marcos 3:6 "E, tendo saído os fariseus, tomaram logo conselho com os herodianos contra ele, procurando ver como o matariam".
Esta bem claro no texto acima que já havia um plano, obviamente orquestrado por Satanás, para mata-lo. Notadamente essa morte acima não seria morte de cruz porque o inimigo sabia que a morte na cruz era desde o principio plano de Deus.
Filipenses 2:8 "E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz".
A morte de Jesus na cruz do calvário foi parte integrante da sua humilhação e consequente obediência, não foi plano do Diabo e muito menos uma vitória dele sobre Cristo.
Em Genesis 3:15 é a que acredita-se ser a  primeira profecia bíblica da vitória de Jesus sobre nosso inimigo.
Jo 7:19 "Não vos deu Moisés a lei? e nenhum de vós observa a lei. Por que procurais matar-me?"
Jo 7:30 "Procuravam, pois, prendê-lo, mas ninguém lançou mão dele, porque ainda não era chegada a sua hora".
Está bem claro nos textos acima que tinham um plano para matarem Jesus que não veio a acontecer porque não era ainda o momento.
também não houve festa no inferno porque o mesmo não é salão de festa do diabo. Muitos pensam que o inimigo de nossas almas manda lá, porém, isso não é verdade.
O quartel general  dele é nos ares celestiais e não o sheol-hades.
Efésios 6:12 "porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais."
Ele residia no céu, depois do pecado foi lançado nos ares, durante a grande tribulação residirá na terra e depois do grande trono branco será lançado no lago que arde em fogo e enxofre.
Há muita fantasia acerca do inferno, mas, o mesmo é um local de sofrimento para alguns anjos caídos que lá estão aprisionados e para os que até agora morreram sem Deus.
E só para não perder a oportunidade as chaves do inferno nunca tiveram na posse do Diabo. (Ap 1:18).
Portanto o inferno é um local de sofrimento, inclusive para Satanás quando o mesmo estiver no lago de fogo e enxofre, ele não manda lá, o inferno não é local para seus festejos, ainda mais que a morte de nosso Senhor na cruz não era motivo para ele comemorar mas sim se sentir derrotado pois o plano divino estava sendo alcançado.
Amém!


quarta-feira, 13 de agosto de 2014

CUIDADO COM A HINOLOGIA

"Tá descendo um varão resplandecente lá da glória, glorificado esse é o Deus que dá vitória,anjo, sapato de fogo, olha o renovo, desceu Miguel arcanjo de guerra lá do céu."
Esse é o trecho de um conhecido corinho de fogo.
Note que a música diz que quem desceu foi o Deus que dá vitória e depois diz que quem desceu foi o arcanjo Miguel. Ou seja, diz que um anjo é Deus.
As Escrituras Sagradas são terminantemente contrárias ao culto aos anjos, é uma doutrina condenada pela Palavra.
Aliás o arcanjo Miguel tem mais destaque do que o próprio Senhor Jesus na maioria dos cultos evangélicos de hoje em dia. Tem culto pentecostal que o "irmão" Miguel nunca falta, tá sempre lá e faz de tudo: expulsa demônio, abençoa, guerreia e outras coisas mais.
Apocalipse 22:8-9 "E eu, João, sou aquele que vi e ouvi estas coisas. E, havendo-as ouvido e visto, prostrei-me aos pés do anjo que mas mostrava para o adorar.
E disse-me: Olha, não faças tal; porque eu sou conservo teu e de teus irmãos, os profetas, e dos que guardam as palavras deste livro. Adora a Deus".
Definitivamente os anjos não aceitam adoração.
Continuarei neste  assunto no  próximo post falando sobre um hino muito famoso que diz que teve festa no inferno após a morte de Jesus, até lá!

domingo, 3 de agosto de 2014


Certa vez Jesus se encontrou com uma mulher samaritana e na conversa entre os dois ela o identifica como sendo judeu.
 
João 4:9 "Disse-lhe, pois, a mulher samaritana: Como, sendo tu judeu, me pedes de beber a mim, que sou mulher samaritana? (porque os judeus não se comunicam com os samaritanos)".
 
O texto bíblico deixa bem claro que Jesus em nenhum  momento se identifica como tal, mas foi a mulher que o reconhece assim. Então, não é difícil chegarmos a conclusão que o Senhor se vestia, se comportava, falava  como um judeu normal. Portanto, até sua aparência era judaica não sendo difícil para a mulher samaritana ficar espantada com a conversa já que o povo judeu não se comunicava com o povo samaritano.
Como crio fielmente na Bíblia e, portanto, creio que ela contém a verdade e é verdadeiramente a palavra de Deus, fica impossível acreditar na aparência de Jesus loiro e de olhos azuis, porque os judeus de sua época e da região que era não tinham essa aparência como é retratada nos quadros.
 
Olha o que nos escreveu o profeta messiânico, Isaías, acerca de Sua aparência: "Porque foi subindo como renovo perante ele, e como raiz de uma terra seca; não tinha beleza nem formosura e, olhando nós para ele, não havia boa aparência nele, para que o desejássemos". Isaías 53:2
O texto diz que Ele não tinha parecer nem formosura, ou seja, não tinha rosto bonito nem corpo atlético, era desprezado, homem de dores, um a quem ninguém daria alguma coisa. Até sua cidade natal era desprezada: "Disse-lhe Natanael: Pode vir alguma coisa boa de Nazaré? Disse-lhe Filipe: Vem, e vê". João 1:46
 
Isto posto eu pergunto se houvesse uma teofania (manifestação visível de Deus) na sua igreja com Jesus fazendo uma visita de calça jeans como Ele seria recebido?
Seria tratado como pregador da noite mesmo não tendo boa aparência? Seria desejado pelas jovens mesmo sem beleza? Seria convidado a voltar novamente mesmo sendo homem de trabalhos (mãos calejadas)?
Quem sabe Jesus não vai visivelmente as igrejas hoje, mas, se sinta representado por todas aquelas pessoas que por não ter uma aparência tida como padrão de beleza estética e por não terem um posicionamento social aceitável são colocadas para "escanteios" nas igrejas "catedrais" de nossos dias?
Oremos ao Senhor para que a arrogância não domine nosso povo, já que as lideranças já estão quase que todas envolvidas.
Com certeza se Jesus reunisse todos es crentes do mundo em um "congresso" universal onde Ele fosse o palestrante principal a grande maioria ficaria decepcionada em perceber que o seu Senhor é mais um "neguinho" e não o belíssimo que elas esquizofrenicamente idealizam em suas decaídas mentes.
Há algum tempo atrás existia a famigerada estória do MEU ESCOLHIDO (e talvez ainda haja), onde meninas acreditavam que Deus tinha por Sua soberania escolhido um "príncipe encantado" para casar com elas. Nunca vi uma jovem dizer que o escolhido dela era alguém feio, sem dente (risos), etc. Sempre era alguém que elas idealizam belo e formoso. Ou seja, num reino onde um Deus nasceu numa manjedoura e prega a humildade, os seus súditos cultuam a beleza e vivem a jactância.
 
"Mas Deus escolheu as coisas loucas deste mundo para confundir as sábias; e Deus escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes;
E Deus escolheu as coisas vis deste mundo, e as desprezíveis, e as que não são, para aniquilar as que são";
1 Coríntios 1:27-28
 

domingo, 20 de julho de 2014

O profeta nunca me viu...então é de Deus.

Venho através deste post dar uma palavra bem rápida sobre algo que me incomoda no meio evangélico pentecostal já fazem alguns anos.
Antes a título de informação e lembrança coloco os três objetivos de uma profecia: CONSOLAR, EDIFICAR E EXORTAR.
E também nos garante as Escrituras Sagradas que uma profecia só pode ser assegurada como de Deus após seu cumprimento, antes nunca.
Isto posto, tenho visto inúmeros irmãos relatando-me que receberam uma "profecia" e que afirmam ser divina pelo simples fato do "profeta" nunca tê-los visto anteriormente.
O fato de um profeta nunca nos ter visto não é fator determinante para uma profecia ser do Senhor ou não.
1Pedro 5:8 diz: Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar;
Ou seja satanás nos observa, conhece nossa vida e pode muito bem dar um profetada nos fazendo pensar que é o nosso Deus.
E não é maravilha, porque o próprio Satanás se transfigura em anjo de luz. 2 Coríntios 11:14
Existem muitas maneiras de chegarmos a conclusão se uma profecia é de Deus ou não, porém, não é pelo fato de uma pessoa nunca ter nos visto que com certeza aquela profecia vem do pai das luzes.

quinta-feira, 17 de julho de 2014

quinta-feira, 10 de julho de 2014

NÃO DIGA QUE TEM AQUILO QUE NÃO TEM.


Marcos 11:12-14
 E, no dia seguinte, quando saíram de Betânia, teve fome.
E, vendo de longe uma figueira que tinha folhas, foi ver se nela acharia alguma coisa; e, chegando a ela, não achou senão folhas, porque não era tempo de figos.
E Jesus, falando, disse à figueira: Nunca mais coma alguém fruto de ti. E os seus discípulos ouviram isto.


Têm muitos textos na Bíblia que me intrigam, sobremaneira, e um deles (até cair as escamas dos meus olhos) era o referido texto acima.
Não por Jesus ter amaldiçoado a figueira por si só, mas, por as Escrituras não se esquivar de declarar nitidamente "porque não era tempo de figos".
Se não era tempo de figos, como está escrito, então o que levou Jesus a ordenar a secagem dessa árvore se ela não tinha "obrigação" nenhuma de fornecer figos ao Senhor pois não estava  no tempo dela de fornecê-lo? É como uma mulher ser cobrada por seu marido por gerar filhos sendo que ela antes do casamento o avisou que era estério.
A resposta está no próprio texto.
Quando Jesus sente fome o texto afirma que de longe ele viu que a figueira tinha FOLHAS, o que denota uma aparência de conter FRUTOS, ou seja, a figueira tinha uma aparência mas a sua realidade não correspondia a ela.
É como no caso de Ananias e Safira que caíram mortos! Mortos porque deram parte da venda da herdade? A resposta é NÂO! Foram fulminados porque prometeram dar tudo, porém, deram uma parte. Se eles prometessem dar uma parte e desse essa parte não haveria problema nenhum, o pecado estava na mentira, o erro estava em querer viver uma realidade que não era a deles e acabaram mentindo ao Espírito Santo: Atos 5:4 Não mentiste aos homens, mas a Deus.
A figueira disse que tinha aquilo que não tinha e isso gerou a maldição sobre a sua existência.
Assim é como vejo como muitos crentes estão vivendo as suas vidas eclesiásticas em nossos dias. Vida de aparência, oca, sem propósitos, sem objetivo eterno tem dominado as igrejas evangélicas contemporâneas e isso tem causado perplexidade.
O que temos que entender é Deus só trabalha na vida daqueles que confessam suas mazelas e as deixam.
João 8:10-11 E, endireitando-se Jesus, e não vendo ninguém mais do que a mulher, disse-lhe: Mulher, onde estão aqueles teus acusadores? Ninguém te condenou?
E ela disse: Ninguém, Senhor. E disse-lhe Jesus: Nem eu também te condeno; vai-te, e não peques mais.

Creio que Ele não tem gerência na vida daquele que tem pecado mas não o confessa. Por que teimamos em querer demostrar que somos fortes quando a Bíblia diz que a SUA força se aperfeiçoa na fraqueza. É claro que não estou fazendo apologia da fraqueza ou da auto comiseração, todavia, se somos fracos e dependentes totalmente do Senhor e que em assumindo isso Ele vem ao nosso encontro (em nosso favor) então não entendo porque demonstrar ter a força que não temos.
Ter muita gente no meio evangélico querendo demonstrar ser santo e não santificado! Querendo chegar ao céu pelos seus próprios méritos e não pela imensurável graça de Deus.
Colossenses 2:20-23 Se, pois, estais mortos com Cristo quanto aos rudimentos do mundo, por que vos carregam ainda de ordenanças, como se vivêsseis no mundo, tais como:
Não toques, não proves, não manuseies?
As quais coisas todas perecem pelo uso, segundo os preceitos e doutrinas dos homens;
As quais têm, na verdade, alguma aparência de sabedoria, em devoção voluntária, humildade, e em disciplina do corpo, mas não são de valor algum senão para a satisfação da carne.
Sejamos quem somos e não o que a capa exterior mostre.
O relacionamento do Senhor conosco é visceral, é como se falando com outra pessoa nós pudéssemos ver suas entranhas. Assim sendo não tem porque agirmos como a figueira e querermos mostrar pra Jesus aquilo que não temos.
Com ELE sejamos francos, até porque ELE de tudo sabe e nada está encoberto aos seus olhos que tudo vê!!!
Oro por igrejas menos esquizofrênicas, mas francas consigo mesmas, mas sadias interiormente.
Quanto mais confessarmos quem somos mas o Senhor nos fará parecidos com ELE.
Jesus veio para os doentes. Nos tornaremos mais doentes para que o Senhor venha mais pra nós? É claro que não!!!
Mas também não esconderemos quem nós verdadeiramente somos, pois, só assim nos torneremos naquilo que ELE deseja: uma figueira com frutos.

terça-feira, 1 de julho de 2014

POLEMICA






 
 
Toda vez que vamos fazer algo em nossa vida temos que ter sempre a pergunta patente em nossas mentes: é necessário fazer isso ou aquilo?
Parece que para algumas pessoas do meio evangélico este questionamento não tem sido observado, dado o número de aberrações e coisas completamente desnecessárias que ocorrem em nossa volta que escandaliza os cristãos, que dirá os ímpios.
Acerca da profecia está escrito: Mas o que profetiza fala aos homens, para edificação, exortação e consolação. 1 Coríntios 14:3
Nota-se o zelo da parte de Deus, sentido organizacional, a preocupação, para que o dom de profecia não fosse banalizado no meio cristão. Esse zelo, que citei, como exemplo é óbvio que serve para tudo que envolve o reino do Senhor, não apenas a profecia.
Quanto mais se aproxima a volta triunfante no nosso Senhor Jesus Cristo tem se proliferado cada vez mais situações que fogem completamente à luz da Escrituras Sagradas e que só tem servido de escândalo e consequente vergonha para o Caminho.
E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor de muitos esfriará. Mateus 24:12
Quando se fala de em iniquidade pensa-se logo no ímpio, naquele pecador inveterado, contumaz que tem a sua vida à margem das coisas do Senhor e que está de acordo com o sistema mundano orquestrado e gerido por Satanás.
Penso que a iniquidade que tem feito com que o amor de muitos venha esfriando não é somente aquela que acontece do lado de fora da igreja local, mas principalmente aquela que acontece em nosso meio. Pois essa iniquidade é capaz de esfriar a o mais fervoro crente.
Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, interiormente, são lobos devoradores. Mateus 7:15
A Bíblia é dirigida a três povos: igreja, judeu e gentio.
Quanto a recomendação acima a qual povo se destina? A igreja, ou seja, se o nosso Senhor nos mandou observamos os falsos profetas é porque eles estão dentro de nossas congregações, nos nossos púlpitos, no nosso convívio, frequentando as nossas casas e principalmente as casas dos órfãos e das viúvas. (eles adoram visitar as casas por volta do meio dia, hora do
almoço).
O falso profeta não está preocupado com o escândalo ou a falta dele, o que ele mais quer é fazer aquilo que lhe apraz.
Bom é não comer carne, nem beber vinho, nem fazer outras coisas em que teu irmão tropece, ou se escandalize, ou se enfraqueça. Romanos 14:21
O que tem faltado é o agir de maneira ética.
Ética: fazer qualquer coisa pensando no próximo.
Unção do cachorro, unção do leão, unção do pássaro, oração por dente de ouro, passar o paletó, etc.
Quais os benefícios que essas coisas trazem para os que estão nelas envolvidos? Que edificação, exortação ou consolação traz para a igreja? Alguém já teve a sua vida profundamente restaurada por causa de um desses quesitos? É claro que não!!!
A igreja brasileira precisa amadurecer para viver a totalidade da vontade de Deus para essa geração. Enquanto desviarmos a nossa atenção para as coisas que tiram o foco da cruz de Cristo nunca teremos igrejas locais firmadas na verdade da Palavra.
O nosso alvo é Jesus e nele deve estar firmada a nossa fé, não em apetrechos, penduricalhos que funcionam apenas como muleta para uma fé já capenga e sem forças para prosseguir adiante.
Coitado do crente em que a sua fé está posta em homens ou no seu braço de carne e não no Senhor Sabaot o Deus dos exércitos todo poderoso.
 
 
 
 
 


domingo, 29 de junho de 2014

SEM RÓTULOS!!!

A igreja chamada evangélica no Brasil em grande parte foi, e ainda hoje é, divida em departamentos. São chamados de departamentos feminino, infantil, de mocidade, de homens, etc. Só que ao longo dos anos o que foi criado para ajudar acabou atrapalhando, dividindo, trazendo transtornos muitas vezes, irreparáveis para a igreja local. Tem certos líderes departamentais que fazem dos seus departamentos ema espécie de sua "igreja" dentro de outra.
Um exemplo claro do que estou escrevendo é visto em qualquer evento promovido por determinado departamento raramente tem o apoio de qualquer outro.
Essa divisão acontece pela rotulação. Uma pessoa se auto rotula ou o é por terceiros como sendo de um determinado lugar (ou departamento) com isso há a inevitável negligência com os outros.
Não é também assim quando alguém se diz pentecostal ou tradicional?
Quando alguém diz que sua forma de batismo é a aceita pela Bíblia? Seja ela qual for: aspersão ou imersão? (existem outras)
Que sua denominação é a mais santa porque nela os homens tem a obrigação de andar sempre de calça e as mulheres de coque?
A rotulagem é sempre prejudicial!!!
Deveríamos apenas quererermos ser cristãos, nada mais, e algo mais do que isso realmente não temos capacidade nem física e nem moral para reinvidicarmos.
Atos 11:26
E sucedeu que todo um ano se reuniram naquela igreja, e ensinaram muita gente; e em Antioquia foram os discípulos, pela primeira vez, chamados cristãos.
Quando os discípulos foram chamados de cristãos era porque eles se pareciam com Cristo.
Se parecer com Jesus deve ser o alvo de todo crente. Os rótulos não nos levará a nada, não nos trará nenhum crescimento, só nos fará separarmos um do outro. Já que nos últimos dias da Igreja (sem máculas) do Nosso Senhor aqui nesta terra aquilo que nos desune (mesmo sendo de menor importância) tem vencido o que nos une.
Certa vez me foi dito (talvez no seminário, não lembro) que para uma igreja não ser considerada uma seita deve crer em Deus com Senhor, Jesus como Salvador, o Espirito Santo como consolador, crer na batismo nas águas e na santa ceia do Senhor. Essa é a crença básica de uma igreja cristã.
Se assim for quem se importa com o sexo dos anjos?
O problema é que o que não deveria ter a menor importância no meio cristão ganha um estatus que não deveria.
Jesus está voltando!!! Não deveríamos deixar tantas coisas nos desunir como acontece atualmente.


quinta-feira, 19 de junho de 2014

MEDO - O paralizador de projetos

Mateus 14. 22-33
E logo ordenou Jesus que os seus discípulos entrassem no barco, e fossem adiante para o outro lado, enquanto despedia a multidão.
E, despedida a multidão, subiu ao monte para orar, à parte. E, chegada já a tarde, estava ali só.
E o barco estava já no meio do mar, açoitado pelas ondas; porque o vento era contrário;
Mas, à quarta vigília da noite, dirigiu-se Jesus para eles, andando por cima do mar.
E os discípulos, vendo-o andando sobre o mar, assustaram-se, dizendo: É um fantasma. E gritaram com medo.
Jesus, porém, lhes falou logo, dizendo: Tende bom ânimo, sou eu, não temais.
E respondeu-lhe Pedro, e disse: Senhor, se és tu, manda-me ir ter contigo por cima das águas.
E ele disse: Vem. E Pedro, descendo do barco, andou sobre as águas para ir ter com Jesus.
Mas, sentindo o vento forte, teve medo; e, começando a ir para o fundo, clamou, dizendo: Senhor, salva-me!
E logo Jesus, estendendo a mão, segurou-o, e disse-lhe: Homem de pouca fé, por que duvidaste?
E, quando subiram para o barco, acalmou o vento.
Então aproximaram-se os que estavam no barco, e adoraram-no, dizendo: És verdadeiramente o Filho de Deus.

Todos nós sabemos que o medo é necessário para a nossa sobrevivência. Já pensou se não tivéssemos medo de cobra, por exemplo, o que aconteceria? Seríamos picados certamente.
Porém, o medo deve ser controlado. E ser não for comedido ele nos transformará em seus servos, nos paralizará, e daí por diante não estaremos mais ápitos a prosseguir em nossos projetos.
O texto, acima, é um exemplo clássico para ilustrar o que está sendo dito e dele podemos tirar as seguintes sentenças:
1 - O medo nos traz insegurança e nos faz esquecer de nossas principais habilidades.
O Apóstolo Pedro era um pescador de extrema experiência e, portanto, era mais do que natural que soubesse nadar,  nado era uma de suas características mais marcantes. Entretanto, quando ele sentiu medo começou a afundar. Ele "esqueceu" que sabia nadar, sua principal característica foi anulada pelo temor e se não fosse a mão salvadora do Senhor Jesus ele teria sucumbido em meio ao mar revolto.
Enquanto tivermos um medo acima do aceitável nossas habilidades serão tolhidas e não conseguiremos avançar ao encontro de nossos sonhos.
Não adianta um jogador de futebol ter uma habilidade invejável se na hora de bater um pênalti ele ficar com medo do goleiro adversário, porque, se assim for certamente perderá a cobrança.
2 - O medo faz parecer que Deus está sempre atrasado.
Lemos na passagem supracitada que Jesus chegou na quarta vigília da noite, ou seja, entre 3h e 6h da manhã. No caso da morte de Lázaro chegou no quarto dia depois do sepultamento.
João 11:17 Chegando, pois, Jesus, achou que já havia quatro dias que estava na sepultura.
O medo faz parecer que estamos sem quem nos socorra. Faz-nos acreditar que Deus se esqueceu de nós, que não temos mais saídas, etc.
Mas Deus não vem em nosso socorro dentro do tempo que nós estabelecemos, mas sim, dentro da expectativa criada por Ele mesmo para glorificação do Seu nome.
Êxodo 11:4Disse mais Moisés: Assim o Senhor tem dito: À meia-noite eu sairei pelo meio do Egito;

Mateus 25:6Mas à meia-noite ouviu-se um clamor: Aí vem o esposo, saí-lhe ao encontro.

Atos 16:25E, perto da meia-noite, Paulo e Silas oravam e cantavam hinos a Deus, e os outros presos os escutavam.
Todos os três textos citados imediatamente acima tem como característica comum a expressão "meia-noite".
Essa expressão simboliza o final de um período, o limite de tempo para o acontecimento de qualquer fenômeno. Não tenha medo se Deus parece estar atrasado para vir em seu socorro, aí vem a meia-noite, ou seja, o término de um período e consequentemente o início de outro, de paz!!!!
3 - O medo nos faz ignorar a benção
O Mestre vinha andando por sobre as águas, porém, os discípulos atônitos no barco pensaram que era um fantasma. O medo turba nossa visão fazendo com que não vejamos aquilo que está óbvio em nossa frente.
Quem mais teria o poder sobrenatural de andar sobre o mar além de Jesus? O Senhor já tinha dado provas suficientes a seus discípulos do seu poder e domínio sobre a natureza, então não teriam motivo para acreditarem em outra coisa.
Mas o medo é assim mesmo, nos faz cegos ante as maravilhas realizadas pelo nosso Senhor em nossas vidas a ponto de pensarmos ser um "fantasma" quando é Ele com sua mão forte e seu braço poderoso.

O que está te trazendo medo agora?!?!?! Confie em Jesus, pois, Ele te chama e diz: VEM ANDE SOBRE AS ÁGUAS!!!
Não recuse a proposta do Mestre dos mestre.
 


 

sábado, 7 de junho de 2014

SIM / NÃO /

 

Quando somos crianças recém nascidas e queremos alguma coisa o choro é a nossa "arma" para obtermos o algo desejado. Como os pais tem dificuldade para entender o que uma criança quer quando ainda está muito pequena a tendência é dar  para que o choro não se prolongue por muito tempo. Assim vamos crescendo, chorando, e com isso conseguindo, na maioria das vezes, aquilo que queremos.

 

O que os pais não percebem é que estão formando adultos despreparados para lidar com as intempéries da vida, ou seja, pessoas que não sabem lidar com o NÃO. E  quando o recebem agem como se ainda fossem crianças: choram.

 

No nosso relacionamento com Deus tendemos a levar nossas experiências do nossos relacionamentos com os nossos pais. Transferimos, muitas vezes, para Deus o carinho ou a falta dele recebidos ou não em casa. Assim como, as manhas que tínhamos anteriormente para ELE.

 

Se os nossos pais tinham dificuldades de nos dizer NÂO, achamos que  Senhor também as  terá. Porém, Deus TEM PROPÓSITOS, não faz apenas por fazer, não dá por dar.

 

João 9

1 E, passando Jesus, viu um homem cego de nascença.


2 "E os seus discípulos lhe perguntaram, dizendo: Rabi, quem pecou, este ou seus pais, para que nascesse cego?


3 Jesus respondeu: Nem ele pecou nem seus pais; mas foi assim para que se manifestem nele as obras de Deus".

 

Não receberemos um SIM do Senhor apenas porque fizemos manha ou batemos o pezinho no chão. Essas atitudes são tiro e queda com muitos pais, todavia, com o Senhor não funciona.

 

"Pedis, e não recebeis, porque pedis mal, para o gastardes em vossos deleites." Tiago 4:3

 

O SIM para muitos cristãos é o sinal inequívoco da vontade de Deus a nosso favor, mas nem sempre que ganhamos um SIM estamos agradando ao Senhor, e na mesma proporção o NÂO não é prova da desaprovação divina.

 

As vezes, em determinadas situações o NÂO é muito mais abençoador do que o SIM.

 

2 Coríntios 12:1-10

"Em verdade que não convém gloriar-me; mas passarei às visões e revelações do Senhor.
Conheço um homem em Cristo que há catorze anos (se no corpo, não sei, se fora do corpo, não sei; Deus o sabe) foi arrebatado ao terceiro céu.
E sei que o tal homem (se no corpo, se fora do corpo, não sei; Deus o sabe)
Foi arrebatado ao paraíso; e ouviu palavras inefáveis, que ao homem não é lícito falar.
De alguém assim me gloriarei eu, mas de mim mesmo não me gloriarei, senão nas minhas fraquezas.
Porque, se quiser gloriar-me, não serei néscio, porque direi a verdade; mas deixo isto, para que ninguém cuide de mim mais do que em mim vê ou de mim ouve.
E, para que não me exaltasse pela excelência das revelações, foi-me dado um espinho na carne, a saber, um mensageiro de Satanás para me esbofetear, a fim de não me exaltar.
Acerca do qual três vezes orei ao Senhor para que se desviasse de mim.
E disse-me: A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, me gloriarei nas minhas fraquezas, para que em mim habite o poder de Cristo."

No deserto o povo de Israel pecou e desagradou ao Senhor de maneira intensa e terrível, e ali naquela região e época foi a passagem em que mais milagres aconteceram (água saindo da rocha, maná e codornizes, mar se abrindo, etc), portanto SIM's não é aprovação de conduta de Geová para homem algum.

Humanamente falando queremos sempre ouvir um sonoro SIM, porém, temos que pedir ao Senhor para que Ele nos ensine a desfrutar também dos seus NÂO's. Se é um não de Deus também temos que saber que isso também demonstra preocupação do Senhor para conosco.



COMENTEM AS POSTAGENS.

Sejam Muiiiitooo bemvindos meus amigos(as). Desfrutem desse meu projeto para propagação do evangelho! CONTATOS : 21 27204502 ou 9 7230 2558.
VOTEM NA ENQUETE!!!!!!

O MURAL ESTÁ NO AR. DEIXE SEU RECADO.

VOCÊ TRABALHA NA SUA IGREJA?

Essa Cara é Bom Mesmo, Não Acha?!?!?!

Essa Cara é Bom Mesmo, Não Acha?!?!?!
Sem acusações, porém, ainda fico com a opinião que todo poder foi conquistado por Jesus na cruz e não pelo homem. Portanto glória só pra Jesus!!!!!

Todos Contra a Dengue!!!!!!!!!!!!!!!

Todos Contra a Dengue!!!!!!!!!!!!!!!
Pra combater a epidemia de Dengue só orando e fazendo campanha mesmo...hehehehehehe